0

Facebook muda termos de uso após 'pesquisa secreta'

Nesta semana, veio à tona uma pesquisa que rede social realizou com 689.003 usuários sem que eles soubessem

1 jul 2014
16h24
  • separator
  • 0
  • comentários

O Facebook adicionou um termo de que poderia usar informações dos usuários para pesquisas quatro meses depois de ter conduzido o estudo sobre “manipulação das emoções” com usuários da rede social. As informações são da Forbes.

Se cadastrou no Facebook mas não quer continuar fazendo parte da rede social? Preparamos um tutorial que mostra um passo a passo que mostra como excluir sua conta (para que todos os seus dados sejam deletados definitivamente do serviço). Além disso, mostramos como você pode fazer para desativar sua conta. Assim, seus amigos não têm mais acesso à sua timeline, mas você pode voltar para o Facebook depois. Confira na galeria
Se cadastrou no Facebook mas não quer continuar fazendo parte da rede social? Preparamos um tutorial que mostra um passo a passo que mostra como excluir sua conta (para que todos os seus dados sejam deletados definitivamente do serviço). Além disso, mostramos como você pode fazer para desativar sua conta. Assim, seus amigos não têm mais acesso à sua timeline, mas você pode voltar para o Facebook depois. Confira na galeria
Foto: Reprodução

Nesta semana, veio à tona uma pesquisa que o Facebook realizou com 689.003 usuários da rede social em janeiro de 2012, que analisava se o humor das pessoas mudava quando o conteúdo do feed de notícias era modificado também. O Facebook priorizou conteúdos positivos e negativos no feed dessas pessoas para analisar se elas eram afetadas por eles. A pesquisa foi conduzida sem que os usuários soubessem.

De um lado, críticos opinam que o Facebook deveria perguntar se os usuários aceitam participar de uma pesquisa, e depois de feita, avisá-los sobre o conteúdo estudado. Em contrapartida, outros dizem que o feed de notícias já é manipulado a todo momento, então não há grandes problemas nisso.

A política de uso do Facebook afirma que as informações das pessoas podem ser usadas para “operações internas”, que incluem também “pesquisas”. No entanto, a Forbes apurou que essa política só foi implementada em maio de 2012, quatro meses depois de o estudo ter sido feito.

Um outro ponto que deve aquecer mais a discussão é que não havia um filtro de idade para a pesquisa, o que significa que ela pode ter incluído usuários na faixa de idade entre 13 e 18 anos.

“Quando alguém se registra no Facebook, sempre pedimos permissão para usar suas informações para fornecer e melhorar os serviços que oferecemos”, disse um porta-voz da rede social à publicação. “Sugerir que conduzimos qualquer pesquisa corporativa sem permissão é totalmente ficção”, completou.

Vale lembrar que em janeiro de 2012, o Facebook estava sob os olhares da Comissão Federal do Comércio americana (FTC, na sigla em inglês). Em novembro de 2011, a FTC acusou a rede social de práticas injustas e enganosas em relação à privacidade dos usuários. Com o acordo, o Facebook precisava ser cuidadoso e obter a permissão do usuário para coletar suas informações.

Saiba quem são os bilionários da tecnologia Saiba quem são os bilionários da tecnologia

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade