publicidade
01 de abril de 2011 • 16h24 • atualizado às 16h31

Foto com 120 mil visitas leva tuiteiro a conhecer Ozzy Osbourne

O publicitário Eduardo EGS se vestiu de Ozzy Osbourne para concorrer a promoção que dava ingresso para o show em Porto Alegre e um encontro rápido com o músico
Foto: Reprodução
 
Emily Canto Nunes

Quanto vale um tweet seu, uma frase de 140 caracteres que você posta no Twitter? E a resposta de alguém a algo que você postou no Twitter, o tal do reply? E o retweet, mensagem de outrem que você replica para os seus seguidores, quanto será que vale? E uma mensagem direta, a direct message, ou DM, será que valeria muito no mundo real? Enquanto nenhuma instituição faz uma pesquisa maluca sobre o assunto, pode-se dizer que o valor de cada tweet muda de tweet para tweet, e também de tuiteiro para tuiteiro, afinal, um usuário comum não tem a mesma relevância que, por exemplo, o @rafinhasbastos, apontado pelo The New York Times como o perfil mais influente do mundo. Bem, para o publicitário Eduardo Guimarães da Silveira, ou somente Eduardo EGS, 31 anos, um tweet com uma foto postada no Twitpic - serviço de upload de fotos para o Twitter - valeu a oportunidade única de conhecer ao vivo e em poucas cores além do preto Ozzy Osbourne.

Tudo começou quando Eduardo EGS ficou sabendo por um amigo da promoção criada por uma operadora de telefonia celular para a passagem de Ozzy pelo Brasil. Além dele, outras quatro pessoas de Porto Alegre foram selecionadas para ganhar um "kit Ozzy osbourne" com peruca, óculos, camisetas e outros apetrechos. Fantasiados de Ozzy Osbourne, os concorrentes deveriam postar sua foto no Twitter e obter o maior número de visualizações possíveis até poucas horas antes do show. O vencedor, além do ingresso, ganhava a chance única de conhecer o ex-líder do Black Sabbath.

Foi o que fez EGS, que contou com ajuda de seus amigos, entre eles o líder da banda Fresno, Lucas. Em conversa por e-mail com o Terra, ele contou como aconteceu toda a "mágica". "Divulguei via Twitter e Facebook e mandei email pra algumas listas de discussão das quais faço parte. Uma das primeiras pessoas em quem pensei foi o Lucas da Fresno, por ser uma pessoa extremamente popular no Twitter. Como ele é meu amigo, mandei uma DM pedindo para ele divulgar o link da minha foto. Algumas horas depois, ele fez isso e o resto é história." Na tarde do dia 30, o músico postou a mensagem "Ajudem meu RAIZ @eduardo_egs. Ele merece conhecer o Ozzy. E a Mary Frederiksson, e o Per Gessle". Depois de 120 mil visualizações em sua foto (essa aí acima), não é nem preciso dizer que na noite de quarta-feira, além de assistir ao show de graça, o publicitário gaúcho teve a chance de conhecer pessoalmente Ozzy Osbourne.

"Imaginava que a força (do @lucasfresno) seria muito grande, pois a influência dele sobre os seguidores é imensa. Vários fãs da Fresno não só deram RT como deixaram comentários na foto. Sabia que era um trunfo ao meu favor, mas não fazia ideia se os concorrentes também não estavam se mobilizando dessa forma. Mas além do Lucas, a mobilização de outros amigos também foi impressionante, todo mundo abraçou o desafio e contribuiu demais para o resultado. Cada um tem o seu grau de influência no Twitter e isso ajudou demais para que eu ganhasse a promoção", disse EGS ao Terra.

EGS, que está no Twitter desde 2008 e usa o microblog diariamente inclusive para fins profissionais, acredita que ele seja não só uma das maiores redes sociais de todos os tempos, como também uma ferramenta com uma capacidade incrível de mobilizar as pessoas. "É o meu meio preferido para saber o que está acontecendo, minha fonte de notícias". Vencedor de outras promoções do Twitter, EGS diz que sempre pensa duas vezes antes de entrar em uma promoção, principalmente se for de dar RT (retweet) num tweet, "porque polui a timeline dos teus seguidores". "Acho muito válido fazer promoções no Twitter, mas a mecânica deve ser pensada com cuidado", completou.

Tá, mas e o encontro com Ozzy Osbourne? Ainda em "choque", EGS contou que o encontro aconteceu pouco antes do show, às 18h30. O ex-vocalista do Black Sabbath já estava preparado para o show, com os olhos pitados e com a roupa com a qual subiu ao palco do Ginásio do Gigantinho, em Porto Alegre e se apresentou para 12 mil pessoas. "Foi um encontro muito rápido e profissional, mas valeu demais. O Ozzy não falou praticamente nada e eu, de tão nervoso, também não consegui articular muita coisa. Mas tirar uma foto e ganhar autógrafo de uma das maiores lendas da música é algo fora de série. A ficha ainda não caiu completamente".

Terra