2 eventos ao vivo

Google Street View mapeia ilha abandonada de filme de 007

2 jul 2013
09h46
atualizado às 10h13
  • separator
  • 0
  • comentários

No lugar que já foi descrito como o mais isolado do mundo, o Google resolvou levar a equipe do Street View. A ilha japonesa que inspirou o cenário de 007 - Skyfall, conhecida como 'ilha da batalha' (Gunkanjima, em japonês), recebe desde semana passada o funcionário da gigante americana com sua mochila Trekker para mapeamento a pé. As informações são do Daily Mail.

Atividade de mineração de carvão era a economia local, e quando minas foram fechadas, moradores abandonaram a ilha
Atividade de mineração de carvão era a economia local, e quando minas foram fechadas, moradores abandonaram a ilha
Foto: Reprodução

Além das ruas vazias, prédios abandonados e ruínas marcaram o "passeio" do Street View pela ilha de Hashima. No filme do agente secreto britânico (Daniel Craig), o local guardava a casa da mente criminosa de Raoul Silva, interpretado por Javier Bardem.

A ilha, que já foi uma metrópole, hoje tem apenas inúmeras construções de concreto vazias: é apenas um destino turístico. Foi abandonada pelos moradoras e agora distancia-se lentamente da costa japonesa.

"Hashima se transformou em um misterioso destino turístico onde se pode ver uma cidade que já foi pulsante decaindo e totalmente desprovida de vida. Aparentemente os prédios de Hashima estão se deteriorando tão rápido que é possível ouvir partes de concreto caindo quando o vento sopra do mar", descreveu o Google no post de blog que anuncia a expedição à ilha.

"Os ventos têm sido bastante impiedosos com Hashima nas últimas décadas, e com os prédios caindo dessa maneira, esperamos que essas imagens sirvam como um arquivo digital do atual estado antes de um colapso", continua o texto. A ilha ganhou o apelido de Gunkanjima porque seu estado de decadência lembra um campo de batalha.

Ilha japonesa inspirou cenário do filme <I>007 - Skyfall</i>
Ilha japonesa inspirou cenário do filme 007 - Skyfall
Foto: Reprodução

O lugar é uma das 505 ilhas abandonadas na prefeitura de Nagasaki, e fica a 15 km da ilha que dá nome à prefeitura. Antes apenas um coral, atraiu a atenção de trabalhadores em 1810, com a descoberta de carvão em seu solo. Virou uma metrópole encerrada em si mesma, com uma população própria de mineradores.

Com 60,7 mil metros quadrados, Hashima foi cidade entre 1887 e 1974, chegando a ter 5.259 moradores na época mais populosa, em 1959. A substituição do carvão pelo petróleo iniciada nos anos 1960 levou ao fechamento de inúmeras minas, o que eventualmente aconteceu às de Gunkanjima.

O governo proibiu as idas à ilha em 1974 e só permitiu que barcos voltassem a aportar no local em 2009. Ainda é proibido passar para o lado de dentro dos muros que cercam a cidade - o Google conseguiu autorização da prefeitura para fazer as imagens.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade