Internet

publicidade
01 de agosto de 2011 • 10h36 • atualizado às 11h40

Hacker de 18 anos tinha 750 mil senhas em seu computador

O adolescente britânico de 18 anos, Jake Davis, é acusado de ser um dos líderes do grupo hacker LulzSec
Foto: AP
 

O adolescente de 18 anos, Jake Davis, acusado de ser um dos principais membros do grupo de hackers LulzSec, teria senhas e dados de 750 mil pessoas em seu computador quando foi preso. Davis teria utilizado uma rede de 16 máquinas em sua casa, nas Ilhas Shetlan, disseram os promotores em um tribunal de Londres na manhã desta segunda-feira de acordo com Telegraph. As informações contidas em sua rede pessoal de computadores incluía detalhes de centenas de milhares de login.

Davis foi preso na última quarta-feira por detetives especializados em crimes cibernéticos da Scotland Yard. O jovem hacker é acusado de cinco crimes, incluindo conspiração para atacar o site da Agência de Crime Organizada (Serious Organised Crime Agency's, em inglês). Ele é acusado de usar o nickname "Topiary" para desempenhar um papel de liderança no LulzSec, grupo que surgiu em abril de uma fragmentação do grupo Anonymous e seria responsável pelos ataques à CIA, Sony, News International, entre outros.

Jacke Davis foi liberado sob fiança nesta segunda-feira depois que as cinco acusações foram lidas na corte da Cidade do Tribunal de Magistrados de Westminster, em Londres, no Reino Unido. A fiança foi concedida desde que o adolescente fique na casa da mãe, em Spalding, Lincolnshire, sem acesso à internet e respeitar o toque de recolher das 22h às 7h de acordo com informações do The Guardian.

Terra