0

Identificada cúpula italiana do grupo de hackers Anonymous

5 jul 2011
10h39
atualizado às 11h15

A Polícia italiana conseguiu identificar e denunciar os considerados máximos responsáveis no país pelo grupo de hackers Anonymous, conhecido por seus ataques aos sites de instituições e empresas de todo o mundo, segundo informaram nesta terça-feira fontes policiais.

Na capital de Minas Gerais, apenas 20 jovens aderiram ao movimento, no início da tarde, para pedir mais "liberdade de expressão"
Na capital de Minas Gerais, apenas 20 jovens aderiram ao movimento, no início da tarde, para pedir mais "liberdade de expressão"
Foto: José Guilherme Camargo / Especial para Terra

As identificações permitiram a execução de 32 operações de busca e a apreensão de material na Itália e Suíça, onde vivia o suposto líder do braço italiano do Anonymous, um jovem de 26 anos.

Graças à colaboração da Polícia suíça, os agentes italianos conseguiram confiscar computadores na casa do jovem, um italiano conhecido como "Phre" e que vivia atualmente no Cantão de Tessino (sul da Suíça).

Em virtude desta operação, chamada "Secure Italy", foram denunciadas 15 pessoas, de idades compreendidas entre 15 e 28 anos e entre as quais há cinco menores de idade, enquanto outras 36 pessoas se viram implicadas na investigação.

As autoridades da Itália acusam os jovens de crimes de acesso abusivo à internet, danos ao sistema e interrupção do serviço público./

O Anonymous está por trás dos ataques aos sites de empresas como a companhia petrolífera Eni e o banco Unicredit, assim como do Senado, da Câmara dos Deputados e da Presidência do Governo italiano.

EFE   

compartilhe

publicidade