0

Licença do Avast para 14 pessoas foi usada em 770 mil PCs

7 dez 2010
14h35
atualizado às 14h40
Beatriz Portella Smaal

Uma licença paga do Avast, vendida para uma empresa do Arizona (com 14 funcionários), acabou por se espalhar em 774.651 computadores em mais de 200 países. Segundo a própria Avast, o software se tornou "viral" através de um site de compartilhamento de arquivos.

A empresa notou que a licença paga de seu software de segurança estava sendo distribuído online. Porém, ao invés de acabar com a pirataria, a Avast resolveu conferir até onde iria se espalhar aquela licença de apenas 14 pessoas.

O resultado foi que, após um ano e meio, quase um milhão de usuários se utilizaram desta licença para que seus computadores tivessem a proteção extra, não oferecida na versão gratuita do antivírus. Os usuários "pirateadores" pertencem a mais de 200 países, e foi instalado em até mesmo dois computadores da cidade do Vaticano.

O executivo-chefe da Avast, Vince Steckler comenta que "é um paradoxo nos usuários de computadores, que procuram por antivírus gratuitos, porém em locais com a reconhecida reputação de espalhar malwares".

Apesar do interesse em visualizar até onde a licença pirateada iria, agora é hora de adquirir a licença pelos canais corretos. A empresa está enviando para os usuários que se utilizaram da licença um aviso em pop-up comentando sobre o assunto e enviando um link para que se adquira a versão oficial daquele serviço.

Por enquanto, os executivos da Avast afirmam que não sabem a quantidade de usuários que realmente acatou a oferta do pop-up, mas comentam que tudo está indo "de acordo com o plano". Além disso, foi pedido para a empresa do Arizona manter suas licenças em segurança.

Fonte: Baixaki

compartilhe

publicidade
publicidade