0

Línguas europeias estão ameaçadas de extinção digital

26 set 2012
19h27
atualizado às 19h31

Uma equipe de pesquisadores europeus chegou à conclusão de que a assistência digital a 21 de 30 línguas pesquisadas não é existe ou, na melhor hipótese, é muito fraca. O relato da Universidade de Manchester, no Reino Unido, ocorre no Dia Europeu das Línguas, celebrado em 26 de setembro, e serve como alerta para a possível extinção de alguns dialetos do Velho Continente na internet.

Mapa mostra principais línguas da Europa: algumas correm o risco de desaparecer do mundo digital
Mapa mostra principais línguas da Europa: algumas correm o risco de desaparecer do mundo digital
Foto: Wikimedia Commons / Divulgação

Línguas faladas por um número pequeno de pessoas ou que caíram em desuso podem estar em risco por não possuírem suporte tecnológico, de acordo com o relatório. As línguas islandesa, letã, lituana e maltesa correm grande risco de desaparecer, enquanto outras, como a búlgara, a grega, a húngara e a polonesa também estão ameaçadas digitalmente. Essas são algumas das 21 línguas que, segundo os pesquisadores, podem se tornar extintas do mundo digital.

Para chegar a essa conclusão, o estudo associou o suporte tecnológico a línguas em quatro áreas diferentes: tradução automática, interação oral, análise de texto e a disponibilidade de recursos linguísticos. A maior parte das línguas analisadas recebeu a menor pontuação possível em todos esses aspectos.

Softwares linguísticos são utilizados para processar palavras faladas ou escritas; alguns exemplos conhecidos incluem corretores de ortografia e gramática, assistentes pessoais de voz, sistemas de diálogos via telefone, tradução automática e serviços de busca. A falta de software disponíveis para línguas em alto risco pode significar que, se não forem tomadas medidas, elas não conseguiram sobreviver no mundo digital.

Fonte: Terra

compartilhe

publicidade
publicidade