Internet

publicidade
16 de agosto de 2011 • 13h39

LinkedIn lança aplicativo em HTML5 e dez vezes mais rápido

Aplicativo do LinkedIn para iPhone e Android foi todo redesenhado e agora destaca atualizações dos contatos e notícias do mundo corporativo
Foto: Divulgação
 

O LinkedIn atualizou nesta terça-feira seu aplicativo para dispositivos móveis. O novo app para iPhone e Android usa a linguagem HTML5 e estaria de duas a dez vezes mais rápido do que a versão anterior, de acordo com o site da

Forbes

. A versão mobile do site (para acesso via smartphones) também foi reformulada em HTML5 e está mais fácil de navegar.

O novo aplicativo teve o design totalmente modificado, o que se justifica, de acordo com o chefe de produtos mobile, Jeff Redfern, pela "falta de foco" do layout anterior. Agora a interface está desenhada para garantir acesso rápido às atualizações de contatos e empresas que o usuário segue. Em vez de nove ícones, a página de entrada foi dividida em quatro blocos de informações, com os dados mais recentes dos amigos e mensagens e convites novos na caixa de entrada. Outro conteúdo que ganhou destaque é o LinkedIn Today, feed mantido pela rede social com notícias do mundo corporativo.

Outras modificações incluem a melhoria na função Grupos, que também aparece na tela inicial do aplicativo, ao lado de informações sobre a rede de contatos e possíveis conhecidos do usuário. Com formato de um crachá, o quarto bloco de dados são informações do próprio perfil, que pode ser atualizado e a partir de onde também se pode compartilhar conteúdos.

Além das novidades no aplicativo, a LinkedIn lançou também a nova versão mobile do site. Programada em HTML5, a página acessada de smartphones facilitará tarefas como checar perfis de amigos que mudaram de emprego - antes, o usuário era direcionado para a versão web do site, difícil de ler. Além disso, a linguagem permite funcionalidades semelhantes às de um aplicativo, como passar as páginas arrastando o dedo sobre a tela touchscreen.

A reformulação no site mobile é uma resposta do LinkedIn ao aumento de visualizações de sua página no último ano. Só a partir de dispositivos móveis o acesso cresceu 400%, segundo dados divulgados pelo CEO da rede social, Jeff Weiner.

O upgrade realizado agora, na página mobile quanto no aplicativo, tem a intenção de ampliar o uso diário da rede social para profissionais, em vez de ser uma página de acesso apenas nos momentos de busca de emprego ou empregados, na avaliação da Forbes. A revista prevê, ainda, que outra atualização esteja a caminho. Com a compra do CardMunch, app que escaneia cartões de visita e os inclui na agenda de contatos do smartphone, a versão mobile do LinkedIn poderia ganhar uma funcionalidade valiosa.

Terra Terra