PUBLICIDADE

Livro inacabado já é best-seller com ajuda das redes sociais

13 jul 2011 - 11h39
(atualizado às 12h28)
Publicidade

Nos últimos seis anos, o autor americano John Green tornou-se razoavelmente conhecido. Ele teve obras notáveis publicadas como Looking for Alaska. No entanto, sua fama não chegava nem perto de transformá-lo num best-seller. Na terça-feira, ele alcançou a primeira posição na lista de livros mais vendidos da Amazon e da Barnes & Nobles sem nem mesmo ter terminado a obra.

The Fault in Our Stars, que ficou entre os mais vendidos na Amazon, não tem nem capa definitiva
The Fault in Our Stars, que ficou entre os mais vendidos na Amazon, não tem nem capa definitiva
Foto: Reprodução

Segundo reportagem do jornal La Reppublica, da Itália, o fato não é mera coincidência. A grande razão para isso seria que Green, autodeclarado fã da web, resolveu apostar na rede. O autor americano já tinha o sonho antigo de lançar um e-book e usou as redes sociais como principal ferramenta de promoção para divulgar a pré-venda do seu futuro livro.

The Fault in Our Stars é chamado o "livro que não existe". Não será publicado até o primeiro semestre do ano que vem. Green, chamado de nerd pelo jornal italiano, já tem mais de 1,1 milhão de seguidores no Twitter, mas anunciou o lançamento em outras redes sociais também. Ele postou o título da nova obra no Tumblr, no Twitter e na comunidade yourpants.org na terça-feira.

Uma hora depois, segundo o The Wall Street Journal, ele prometeu nas redes sociais que autografaria todas as pré-compras, todo o primeiro lote de impressões e lançaria um vídeo ao vivo no YouTube. Logo depois, ele revelou que o tema da história seria a história de dois sobreviventes de câncer. Já às 21h da terça-feira, Green alcançou o topo da lista de vendas de livros da Amazon. Uma hora mais tarde, era a vez da Barnes & Nobles.

"O que isso me diz é que sou sortudo. Mas tambéz diz que se você é autêntico com seus leitores, eles confiarão em você quando vier uma nova história", disse Green ao Wall Streel Journal.

Fonte: Terra
Publicidade