2 eventos ao vivo

Mãe de jovem do Lulzsec não desconfiava de filho hacker

22 jun 2011
09h29
atualizado às 10h40

Ryan Cleary, um jovem de 19 anos, é um dos acusados de invadir com o grupo LulzSec os sites do Senado dos EUA, da CIA e da polícia nacional da Inglaterra. Sua mãe Rita Cleary, no entanto, segundo o Daily Mirror, pensava que o filho era apenas um viciado em games.

Grupo de hackers Lulzsec protestou contra prisão de suposto integrante na conta do Twitter
Grupo de hackers Lulzsec protestou contra prisão de suposto integrante na conta do Twitter
Foto: Reprodução

A mãe ficou sabendo das acusações somente após a polícia local e o FBI baterem na porta de sua casa em Wickford, no sul da ilha para prender Ryan nesta segunda-feira. Rita, 44 anos, sofre de agorafobia (ataques de pânico e ansiedade) e disse que só sabia que o filho "vivia a vida online"."Eu pensava que ele passava jogando no computador no seu quarto. Não posso acreditar. Ele raramente saía de casa", afirmou ao Daily Mirror.

O irmão Mitchel, 22 anos, também ficou surpreso: "É chocante. Eu não tinha nem pistas do que estava acontecendo. Ele não era o tipo de pessoa de fazer algo odioso", declarou.

A prisão de Ryan aconteceu por conta de uma investigação liderada pela Agência Central de Inteligência dos EUA (CIA). O computador dele foi confiscado pelas autoridades na detenção. Cleary está preso em Londres e pode ser extraditado para os Estados Unidos.

Fonte: Terra

compartilhe

publicidade