1 evento ao vivo

Marissa Mayer, CEO do Yahoo!: "estamos de volta ao jogo"

Marissa foi anunciada como CEO da empresa há exatamente um ano

16 jul 2013
10h31
atualizado às 10h46
  • separator
  • comentários

Há exatamente um ano, o Yahoo! passou a ser conduzido por Marissa Mayer. De lá para cá, a empresa, sob o seu comando, realizou 17 aquisições. A mais importante delas, a compra do Tumblr por US$ 1, 1 bilhão. E após este período, percebe-se uma mudança drástica na empresa.

"É claro que agora estamos de volta ao jogo", declarou Mayer durante a mais recente teleconferência de resultados do empresa, em abril.

As pessoas estão gastando mais tempo no site principal do Yahoo. Engenheiros e empresários estão começando a trabalhar para a empresa. Os investidores estão retornando. Os sinais de esperança marcam uma mudança dramática dos sentimentos de desesperança que havia no Yahoo! envolto sob a direção de seis CEOs nos seis anos que antecederam a nomeação de Mayer. Mayer está focada em redesenhar os serviços de internet do Yahoo! e melhorar seus aplicativos para smartphones e tablets, em um esforço para persuadir as pessoas a verificar com mais freqüência e permanecer por longos períodos de tempo no site.

A reformulação da página inicial do Yahoo, em particular, parece estar conquistando os internautas. Em maio, a quantidade total de tempo gasto em Yahoo.com nos EUA aumentou 36% por cento em relação ao mesmo período do ano passado, segundo a empresa de pesquisa comScore.

Marissa acredita que completou a primeira fase, melhorando o moral dos funcionários e acabando com a crise de três anos da receita anual do Yahoo!. Foi uma conquista modesta, uma vez que a receita do Yahoo cresceu apenas 2% por cento no ano passado. O crescimento ficou abaixo do aumento de 15% no mercado global de publicidade digital EUA no ano passado, de acordo com o Interactive Advertising Bureau. A receita do Facebook cresceu 37% no mesmo período, enquanto o do Google cresceu 21%, excluindo a receita de aquisição da Motorola Mobility no ano passado.

Apesar de tudo isso, Mayer não pode tomar muito crédito pelo ressurgimento do Yahoo!. A maior parte do aumento de 75% das ações foi impulsionado pelo valor crescente da participação da empresa no Alibaba Group, que é dono de uma rede de movimentada e-commerce e serviços de pagamento digital na China.

Mayer não estava envolvido no investimento inicial em Alibaba. Em 2005, o Yahoo! investiu US$ 1 bilhão na companhia chinesa. Pouco depois Mayer assumiu a empresa e o Yahoo! teve US$ 7,6 bilhões de lucro com a venda de cerca de metade de sua participação Alibaba de volta para a empresa chinesa. O Yahoo! ainda detém 24% de participação na empresa chinesa.

Os investidores ficaram satisfeitos com o que Mayer fez com o dinheiro. Ela usou a maior parte dos recursos para recomprar ações do Yahoo, uma tática que tem canalizado o dinheiro de volta para eles e impulsionou os ganhos da companhia por ação, reduzindo a quantidade de ações em circulação.

As informações são do Business Insider.


<a href="http://tecnologia.terra.com.br/infograficos/sedes-da-tecnologia/iframe2.htm">veja o infogr&amp;aacute;fico</a>
Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade