1 evento ao vivo

Mary Leakey, arqueóloga, é homenageada no 100º aniversário em doodle do Google

Pesquisadora Mary Leakey descobriu fóssil de primata extinto que poderia ser ancestral dos humanos

6 fev 2013
08h04
atualizado às 18h31
  • separator
  • 0
  • comentários

Mary Leakey, arqueóloga britânica, é homenageada no seu 100º aniversário pelo doodle (logo) do Google nesta quarta-feira.  Foi ela quem descobriu o primeiro fóssil de um primata extindo que é tido como ancestral dos humanos. A descoberta do proconsul africanus foi feita em 1948.

<p>Mary Lekey aparece no doodle do Google investigando o passado</p>
Mary Lekey aparece no doodle do Google investigando o passado
Foto: Google.com / Reprodução

Leakey nasceu em 6 de fevereiro de 1913, em Londres, e morreu em 9 de dezembro de 1996 no Quênia. As primeiras pesquisas e descobertas da arqueóloga foram publicadas pelo seu marido, Luis S. B. Leakey.

Mary Leakey
Mary Leakey
Foto: National Institutes of Health / Reprodução

Segundo a Enciclopédia Britânica, a experiência de Leakey com a arqueologia começou quando ela ainda era criança. Ela ajudou nas escavações de um sítio arqueológico quando menina e começou a ganhar habilidade como desenhista dos achados encontrados pela equipe.

Mary Leakey  publicou pelo menos quatro livros, entre 1950 e 1983, revelando suas descobertas.

Os doodles do Google
O Google costuma comemorar datas importantes para a humanidade, como aniversários de invenções e personalidades ligadas à cultura e à política, por exemplo, com customizações do logo na página inicial do site de buscas. O primeiro doodle surgiu em 1998, quando os fundadores do Google criaram um logotipo especial para informar aos usuários do site que eles estavam participando do Burning Man, um festival de contracultura realizado anualmente nos Estados Unidos. O sucesso foi tão grande que hoje a companhia tem uma equipe de designers voltada especialmente para a criação dos logotipos especiais. Já foram criados mais de 300 doodles nos Estados Unidos e mais de 700 para o resto do mundo.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade