1 evento ao vivo

Seul acusa Coreia do Norte de atacar sites do governo

8 jul 2009
07h33
atualizado às 09h42

A agência nacional de inteligência da Coreia do Sul disse nesta quarta-feira que suspeita que a Coreia do Norte esteja por trás de um ataque a vários sites do governo sul-coreano, incluindo o do Ministério da Defesa e do Gabinete Presidencial.

» Congressistas americanos notificam invasões hacker
» Governo sul-coreano quer controlar a internet
» Hackers invadem computadores do Pentágono, diz jornal

Segundo parlamentares da Coreia do Sul citados pela agência sul-coreana Yonhap, a espionagem sul-coreana acredita que o ataque em massa, que impossibilitou o acesso aos usuários durante horas, pode ter sido obra da Coreia do Norte ou de seguidores do país comunista.

O ataque ocorreu na rerça-feira e atingiu 26 sites governamentais, o principal portal de internet do país asiático, Naver, bancos sul-coreanos e o site sul-coreano de leilões do eBay, Auction.com.

Esta ação também foi dirigida a alguns sites do governo dos Estados Unidos, segundo a Yonhap.

No entanto, a Inteligência sul-coreana comunicou que o ataque não chegou a informações confidenciais do governo sul-coreano e que os trabalhos dos ministérios sul-coreanos afetados transcorreram com normalidade.

A Inteligência da Coreia do Sul alertou a população sul-coreana, já que 12 mil computadores pessoais do país asiático e outros oito mil de fora foram utilizados para realizar este ataque cibernético de maneira involuntária.

EFE   

compartilhe

publicidade