0

Simpatizantes do WikiLeaks iniciam ataques por fax

15 dez 2010
16h04
atualizado às 18h37

Depois de atacar pela internet e tirar sites do ar, os ativistas a favor do WikiLeaks escolheram outro caminho para atingir as empresas: o fax. O novo ataque é uma espécie de DDoS telefônico, no qual os ativistas enviam faxes simultaneamente para o número da empresa, mantendo todos os ramais ocupados e efetivamente tirando o serviço do ar.

A iniciativa está sendo chamada de Mission: Leakflood
A iniciativa está sendo chamada de Mission: Leakflood
Foto: Reprodução / Geek

A iniciativa está sendo chamada de Mission: Leakflood, e é associada ao fenômeno do Anonymous (Anônimos), um grupo de internautas anônimos que coordenam suas ações em salas de bate-papo. No convite à ação estão listados os mesmo alvos dos ataques anteriores: Amazon, PayPal, Visa e Mastercard, que vêm se recusando a prestar seus serviços ao WikiLeaks. Uma empresa menor, chamada Tableau Software, também está na lista p or ter retirado do ar alguns dos dados vazados pelo site, diz o site NetCraft.

O panfleto virtual publicado pelos ativistas também pede respeito nas mensagens enviadas à empresa, evitando pornografia e dando preferência à faxes simbólicos como os telegramas vazados do WikiLeaks e a máscara de Guy Fawkes, frequentemente associada ao movimento.

Guy Fawkes virou o símbolo fo movimento por analogia a outro movimento de resistência: numa tentativa de rebelião católica em 1605, Fawkes tentou explodir as casas do Parlamento inglês com o rei protestante James I lá dentro. A máscara usada pelo grupo Anonymous é a mesma estilização de Guy Fawkes empregada nos quadrinhos (e posterior filme) V de Vingança.

Geek

compartilhe

publicidade