9 eventos ao vivo

SP: hackers alegam ter invadido página do Ministério Público

2 nov 2011
22h23
atualizado às 22h34

Um grupo que se denomina como AntiSecBrTeam divulgou em sua conta do microblog Twitter, nesta quarta-feira, que realizou invasões nos sites do Ministério Público de São Paulo, prefeitura de Itaquaquecetuba (SP), entre outras páginas. Ao acessar os endereços, algumas das páginas apareciam desconfiguradas.

O grupo afirmou ter invadido o site do Ministério Público de São Paulo e do Batalhão de Operações Especiais (Bope) do Rio de Janeiro
O grupo afirmou ter invadido o site do Ministério Público de São Paulo e do Batalhão de Operações Especiais (Bope) do Rio de Janeiro
Foto: Divulgação

O grupo também alegou ter invadido o site do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar do Rio de Janeiro (Bope). No entanto, ao acessar a página, não foi possível encontrar qualquer sinal de interferência do grupo. O Terra tentou contato com a assessoria da PM, mas não obteve retorno.

Neste ano, o grupo LulzSec teria sido responsável por diversos ataques e invasões a sites governamentais brasileiros, em junho e julho deste ano. Logo depois, o grupo anunciou o fim das atividades para se dedicar ao ativismo real, mas também teria realizado ações em agosto deste ano contra o Ministério Público do Rio Grande do Sul, durante a polêmica contra o cantor Tonho Crocco, autor do rap Gangue da Matriz, no qual fazia referências ao Legislativo estadual gaúcho.

Fonte: Terra

compartilhe

publicidade
publicidade