Internet

publicidade
07 de dezembro de 2011 • 10h56 • atualizado às 13h55

UFC é tema mais comentado pelos brasileiros no Facebook

No Brasil, o tópico mais comentado do Facebook foi o UFC
Foto: Getty Images

Em clima de retrospectiva, o Facebook divulgou na terça-feira seu Memology 2011, algo como "Memologia" em português, ou como o site anuncia, "uma visão sobre o que as pessoas falaram no Facebook em 2011" ou ainda "estudo das palavras". De Osama bin Laden, passando por Charlie Sheen, Steve Jobs e pelo jogo "Call of Duty: Modern Warfare 3", os mais de 800 mil usuários compartilharam os mais diversos assuntos nos onze meses do ano.

O Brasil não ficou de foram do estudo desenvolvido pelos cientistas de dados Jonathan Chang e Eytan Bakshy. De acordo com o Facebook, os temais mais citados pelos mais de 30 milhões de usuários brasileiros foram, nesta ordem, (1) UFC, (2) Vasco da Gama, (3) Morte da Amy winehouse, (4) Morte de Osama bin Laden, (5) Flamengo, (6) Exaltasamba, (7) Corinthians, (8) Slipknot, (9) PlayStation 3 e (10) Ronaldinho Gaúcho.

Em ordem, os temas mais postados na rede social de Mark Zuckerberg foram (1) a morte de Osama bin Laden, (2) o Green Bay Packers ganhando o Super Bowl, (3) a inocência da americana Casey Anthony das acusações de ter assassinado sua filha de 2 anos, (4) o ator Charlie Sheen e seus bordões, (5) a morte de Steve Jobs, (6) o casamento real de Kate Middleton e príncipe William, (7) a morte da cantora britânica Amy Winehouse, (8) o lançamento do jogo Call of Duty: Modern Warfare 3 (MW3), (9) o início das operações militares na Líbia e (10) o furacão Irene.

Tópicos mundiais de 2011
O maior evento esportivo deste ano aconteceu em fevereiro, quando o Green Bay Packers derrotou o Pittsburgh Steelers e venceu o Super Bowl 45. Os bate-papos sobre os Packers foram aumentado a cada partida durante a temporada, culminando com a vitória do time em 7 de fevereiro.

Charlie Sheen chamou a atenção em março com os memes "winning" (vencedor), "tiger blood" (olho de tigre) e "goddeness" (deusas) que se espalharam rapidamente por todo o Facebook. No fim desse mesmo mês, tiveram início as operações militares das Nações Unidas na Líbia, desencadeando uma avalanche de atualizações de status que mencionavam a ¿Líbia¿ e ¿Gaddafi¿.

O casamento de Kate Middleton e do Príncipe William dominou as conversas em abril, com a frase "Casamento Real" aparecendo quase 600 vezes mais nos dias próximos à celebração. Apenas dois dias depois, a morte de Osama bin Laden tornou-se o evento mais discutido no Facebook em 2011. Em 1º de maio, quase 10% de todas as atualizações de status em inglês mencionavam notícias sobre a morte do líder.

Dois meses mais tarde, o julgamento de Casey Anthony, residente da Flórida acusada de assassinar sua filha Caylee Anthony, alcançou o topo das discussões. Em 5 de julho, quando a mãe foi absolvida, o assunto foi o mais comentado.

Em agosto, o Furacão Irene varreu a costa leste dos Estados Unidos. Milhares de pessoas recorreram ao Facebook para obter informações sobre avisos de emergência e para se certificarem de que amigos e familiares estavam bem. O ano também foi marcado por reações de tristeza relacionadas à morte de Amy Winehouse em julho e de Steve Jobs em outubro.

Por fim, o lançamento do game "Call of Duty: Modern Warfare 3' (geralmente abreviado como mw3) foi o grande evento de novembro, representando o lançamento mais comentado na área de entretenimento de todos os tempos.

Memes
A rede social destacou também os memes que mais fizeram sucesso. De acordo com o levantamento do Facebook, o planking - ou o jogo dos deitados, em que pessoas compartilham fotos delas próprias deitadas em lugares estranhos - teve seu ápice em maio. Segundo comunicado, isso aconteceu depois que Max Key, filho do Primeiro Ministro da Nova Zelândia John Key, publicou uma foto de si mesmo no Facebook praticando planking na sala de estar de sua casa com o pai ao fundo.

O assunto perdeu forças rapidamente até que voltou com tudo em julho quando celebridades como Tom Green, Chris Brown e Katy Perry resolveram também praticar. Mas mesmo eles não conseguiram evitar o declínio do tópico.

"lms for a tbh" ("curta meu status e receba uma resposta sincera", na tradução literal) também foi um dos destaques do ano, assim como o "lms" (do inglês, "like my status" - curta meu status) e do "tbh" (do inglês, "to be honest" - sinceramente). Tal como explica a rede social, o "lms" é um convite para que os amigos do Facebook curtam algo ("lms se achar meu post engraçado!").

Um novo uso do "lms" surgiu este ano como forma de interação entre os amigos no Facebook. Os usuários pedem para que seus amigos curtam seu status e em troca prometem fazer comentários positivos sobre quem o curtiu. Com isso, o "lms" tornou-se, definitivamente, o meme de crescimento mais rápido em 2011.

O "tbh" começou como uma forma de agregar sinceridade ao início ou fim de uma afirmação ¿ como, por exemplo, "tbh, concordo totalmente com vocês".O "tbh" também se espalhou com uma rapidez incrível. Atualmente, é muito usado em conjunto com o "lms" para se ter um feedback sincero dos amigos ¿ a atualização de status ícone de 2001 foi "lms for a tbh". Embora a frequência no uso dessas duas siglas esteja diminuindo, provavelmente continuarão a fazer parte da linguagem do Facebook em 2012.

EFE