0

Apple deveria comprar o Twitter, diz ex-funcionário

23 nov 2012
10h11
atualizado às 10h25

A Apple tem ficado para trás de outras empresas em sua abordagem à web - inadequada e repleta de falhas, segundo um ex-funcionário. Patrick Gibson postou em seu Tumblr (em inglês) um texto em que aponta os erros da empresa onde ele trabalhou na criação do primeiro iPad e de diversas atualizações para o sistema iOS. A baixa qualidade dos serviços online da Apple teria uma solução imediata: a compra do Twitter. E não é para entrar no mundo das redes sociais.

Twitter é utilizado no iPhone: Apple deveria comprar a rede social para modernizar seus serviços web
Twitter é utilizado no iPhone: Apple deveria comprar a rede social para modernizar seus serviços web
Foto: Getty Images

Infográfico: Dos EUA à Índia, mapa traz marcos da vida de Steve jobs; veja
Infográfico: A Apple pós-Jobs: veja o que mudou com Tim Cook no comando
Infográfico: O ano sem Jobs: lembre fatos do ano sem o fundador da Apple
Infográfico: A foto preferida de Jobs: conheça a história contada pelo autor

A Apple deveria comprar o Twitter não pelo aspecto social, mas por sua tecnologia e seus talentos, defende Gibson. Ambos contribuiriam para levar a Apple e o iCloud ao século 21 - a rede social seria apenas um bônus. O engenheiro crê que a empresa está desatualizada, no que diz respeito a seus serviços na web, por diversos motivos: não é possível atualizar sua loja online sem antes tirá-la do ar; a rede utilizada é instável; não há sincronia entre contatos de diferentes aplicativos; iTunes e App Stores são rodados em uma plataforma criada há quase 20 anos, entre outras razões.

O ex-funcionário da Apple analisa que o Twitter é uma empresa que está se esforçando para fazer sentido financeiramente. Com mais de US$ 1 bilhão em fundos e 1,5 mil funcionários, é preciso descobrir como permanecer ativo e relevante a longo prazo. Nesse aspecto, o contínuo abandono de usuários antigos, em favor de outras plataformas, não ajuda a rede social em suas perspectivas comerciais. A Apple, por sua vez, possui muitos recursos financeiros e, apesar de se mostrar bastante conservadora com seu dinheiro, uma aquisição assim não estaria fora de questão.

Se a compra do Twitter - pela Apple ou outra grande companhia - não acontecer logo, então é improvável que aconteça, acredita Gibson. Quanto maior fica a rede social, mais ela se aproxima de uma oferta pública inicial de ações (IPO), e os preços de mercados inflacionados decorrentes da abertura de capital em nada apeteceriam à Apple. No entanto, apesar de todos os argumentos a favor da compra, o engenheiro acha improvável que essa aquisição aconteça. Por quê? Segundo ele, porque o Twitter se considera grande e rentável demais para ser adquirido agora, e a Apple ainda nega a si mesma as falhas de sua abordagem antiquada na internet.

Fonte: Terra
publicidade