0

Conselho da Apple aposta na competência de Cook como CEO

25 ago 2011
10h36
atualizado às 11h29

Tim Cook, um homem tranquilo, especialista em operações e trabalhador incansável, recebeu a atenção dos holofotes do mundo todo na quarta-feira, ao ser designado novo chefe-executivo da Apple, após a renúncia do carismático Steve Jobs.

Cook, mão direita de Jobs, tem uma árdua lista de tarefas pela frente: não só deve manter os lucros da empresa, ser capaz de continuar inovando e surpreendendo os consumidores e, como também deverá estar à altura do discurso contagiante e motivador do cofundador da empresa. Afinal, a Apple e Steve Jobs são um só.

O conselho de administração da companhia divulgou na quarta-feira a carta de despedida, na qual recomendava "encarecidamente" Cook como seu sucessor, e nomeava então o executivo como novo CEO.

"O conselho está plenamente convencido que Tim é a pessoa adequada para ser nosso novo chefe-executivo. (...) Seus 13 anos a serviço da Apple foram marcados por sua excepcional atuação e demonstrou um talento extraordinário e bom critério em tudo o que fez", dizia o principal órgão do Governo da empresa de Cupertino em um comunicado.

A companhia deve mostrar-se unida no apoio a Cook com o objetivo de acalmar os investidores, que temem que com a saída de Jobs caia a qualidade dos novos produtos assim como sua capacidade para criar novas tendências tecnológicas.

Na prática, Cook comandou a Apple desde janeiro, quando Jobs anunciou uma dispensa médica por tempo indefinido. Também esteve brevemente à frente em 2004 e 2009, mas a última palavra nas decisões ainda era de Jobs.

A partir de agora, Cook já não está mais sob a asa do mentor e terá que provar o que aprendeu a seu lado. Tarefa que não será fácil, já que tanto investidores como consumidores, estarão acompanhando de perto seus movimentos.

A curto prazo tem o êxito garantido com lançamentos previstos como o iPhone 5, a nova versão do sistema operacional iOS e iPad 3, no entanto, o gerente terá que manter a marca registrada da inovação de produto e de design. "Acredito que os dias mais promissores e inovadores da Apple estão por vir", incentivava Jobs, em sua carta de despedida.

Tim Cook nasceu em 1960 e já trabalhou na Compaq e na IBM
Tim Cook nasceu em 1960 e já trabalhou na Compaq e na IBM
Foto: AFP
info, tim cook, apple, carreira, cargos, reuters
info, tim cook, apple, carreira, cargos, reuters
Foto: Reuters
EFE   
publicidade