1 evento ao vivo

Morre aos 81 anos um dos desenvolvedores do CD na Sony

23 abr 2011
16h41
atualizado às 17h20

O ex-presidente da Sony Norio Ohga, que liderou o desenvolvimento dos CDs na empresa e largou uma carreira como cantor de ópera para se juntar à iniciante fabricante de eletrônicos na década de 50, morreu neste sábado, aos 81 anos, de falência múltipla de órgãos,. O amor do executivo pela música influenciou muito no seu trabalho como chefe da Sony.

Ex-presidente da Sony Norio Ogah morreu aos 81 anos de falência múltipla dos órgãos
Ex-presidente da Sony Norio Ogah morreu aos 81 anos de falência múltipla dos órgãos
Foto: AP

Foi Ohga quem insistiu para que o CD tivesse 12 cm de diâmetro, o equivalente a 75 minutos de música, exatamente a mesma duração da Nona Sinfonia de Bethoven. Desde o início do projeto, Ohga reconheceu o potencial dos discos compactos e a sua qualidade superior de som.

Na década de 1970, céticos zombavam Ohga quando ele disse que o CD acabaria substituindo os discos de vinil. Grandes nomes da música como Herbert von Karajan, Stevie Wonder e Herbie Hancock levantaram suas vozes em defesa do som digital da Sony. A empresa vendeu em 1982 seu primeiro CD no mundo e os discos compactos superaram as vendas de LP comuns no Japão cinco anos depois. As especificações são válidas ainda hoje, e desde então vários dispositivos foram projetados para os discos compactos.

O ex-executivo é considerado o responsável pela transformação da Sony de uma fabricante de equipamentos eletrônicos em uma empresa ligada à informática e que depois se expandiu ao setor de entretenimento. Algumas decisões de Ohga, que dirigiu a empresa entre 1982 e 1995, foram criticadas na época por serem consideradas imprudentes e caras, como a aquisição por US$ 3,4 milhões da Columbia Pictures, em Hollywood.

No entanto, a visão de Ohga sobre música, cinema e games como setores que enriquecem o negócio daos eletrônicos de consumo contribuiu para a consolidação corporativa da Sony. "Estamos sempre em busca de coisas que nenhuma outra empresa investiu. Esse é o grande segredo do nosso sucesso", disse ele em entrevista em 1998.

Com informações das agências Reuters e AP.

Fonte: Terra

compartilhe

publicidade