Negócios e TI

publicidade
20 de agosto de 2012 • 12h18 • atualizado às 12h52

Rumores apontam para saída de Zuckerberg do Facebook

Cabeça de Zuckerberg entra na mira de investidores insatisfeitos com desempenho do Facebook na bolsa
Foto: AP

O mau desemepenho do Facebook na bolsa de valores pode custar a Mark Zuckerberg, cofundador e principal executivo do site de relacionamentos mais acessado do mundo, a cadeira de CEO.

A queda do executivo é motivo de especulação na imprensa internacional.

Segundo matéria do Los Angeles Times, investidores estão apreensivos com a condução dos negócios por Zuckerberg, que tem 20,7% das ações do site de relacionamentos cuja abertura de capital se deu nesse ano em Wall Street.

De acordo com o jornal, alguns analistas atribuem os problemas do site na bolsa exclusivamente a Zuckerberg.

Nessa segunda-feira, as ações do Facebook caíram para menos da metade do preço de estreia na bolsa, três meses após a oferta pública inicial da rede social.

No começo do pregão em Nova York, os papéis do site de relacionamentos chegaram a ser negociados a US$ 18,75, em baixa de 1,6%. A ação da empresa começou a ser negociada em 18 de maio ao preço de US$ 38 dólares.

Às 11h14 (horário de Brasília), os papéis do Facebook reduziam a perda e cediam 0,3%, para US$ 18,99.

Terra