inclusão de arquivo javascript

Tecnologia

 
 

Pentágono cria arma a laser digna de "Star Wars"

24 de agosto de 2005 19h02 atualizado em 25 de agosto de 2005 às 11h36

Uma invenção do Pentágono pode tornar os combates aéreos semelhantes a cenas de combates do filme Star Wars, com um laser tão pequeno que cabe em um jato de guerra, mas é poderoso o bastante para derrubar mísseis inimigos em vôo. O Sistema a Laser de Defesa Área de Alta Energia (HELLADS, na sigla em inglês), concebido pela agência central de pesquisa e desenvolvimento do Pentágono, pesará apenas 750 kg e terá o tamanho de uma geladeira grande.

Até agora, tais lasers eram bem maiores já que precisavam de enormes sistemas de resfriamento para conter o superaquecimento, eles então cabiam em aviões como jumbos, segundo publicou hoje a revista New Scientist. A Agência de Projetos de Pesquisa Avançadas de Defesa, do Pentágono, avaliou que havia resolvido o problema ao fundir lasers em estado líquido e sólido para reduzir bastante o tamanho e peso, segundo o site da instituição na Internet.

Lasers Líquidos podem disparar feixes contínuos, mas precisam de um sistema de resfriamento maior, enquanto os raios dos lasers sólidos são mais intensos, mas precisam ser disparados em intervalos para que não superaqueçam. "Combinamos a densidade de alta energia do laser em estado sólido com a capacidade térmica do laser líquido", disse o responsável pelo projeto, Don Woodbury, segundo a New Scientist.

Chamada pelos seus criadores de "arma HEL", um protótipo do artefato capaz de atirar raio moderado de um quilowatt (kW) já foi produzido e há planos de construir uma versão mais forte de 15 kW até o final deste ano. Se tudo ocorrer se acordo com os planos, uma arma ainda mais poderosa capaz de gerar feixe de 150 kW e derrubar um míssil em vôo estará pronta em 2007 e poderá ser acoplada em aeronaves comuns.

Reuters
Reuters - Reuters Limited - todos os direitos reservados. Clique aqui para limitações e restrições ao uso.