4 eventos ao vivo

Primeira garota-robô da Rússia tem cara de gente de verdade

24 out 2012
14h24
atualizado às 14h39
  • separator
  • comentários

A empresa Neurobotics construiu a primeira robô russa de aparência humana realista, batizada de Alissa. De acordo com o Gizmag , a andróide foi desenvolvida sobre a base de um robô masculino, exibido há alguns meses, feito à imagem e semelhança de Dmitry Itskov, fundador do movimento Avatar - iniciativa multidisciplinar que visa atingir recursos para a imortalidade humana nas próximas três décadas.

A andróide Alissa foi desenvolvida pela empresa Neurobotics, que já havia criado um robô masculino de aparência humana
A andróide Alissa foi desenvolvida pela empresa Neurobotics, que já havia criado um robô masculino de aparência humana
Foto: Mikhail Shcherbakov / Michael Vokabre/Gizmag.com / Reprodução

Alissa, que lembra a andróide protagonista do filme Blade Runner , trata-se de uma robô que tem o rosto coberto por uma máscara de silicone, também desenvolvida pela Neurobotics. Apesar de possuir somente oito pontos de articulação (enquanto outros robôs realistas possuem mais de 30), Alissa já reproduz movimentos humanos com os olhos e a boca, controlados por um joystick padrão. Sua cabeça está afixada sobre um corpo de manequim, que tem rodas embaixo para proporcionar mobilidade.

A robô é dotada de um pouco de inteligência artificial graças à um software de conversação que sincroniza os movimentos de sua boca com as palavras emitidas por um sintetizador de fala. Mikhail Shcherbakov, que recentemente visitou o laboratório da Neurobotics, diz que apesar de proporcionar uma interação bastante básica, Alissa é sensível a pausas e volumes de voz.

Para se comunicar com o mundo exterior, a andróide usa o software Skype, coordenado por um operador, e seus globos oculares contém câmeras de vídeo. A empresa agora testa um sistema relativamente simples de eletroencefalografia para permitir que operadores controlem Alissa somente usando pensamentos.

Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade