2 eventos ao vivo

Sistemas para checar momento do gol passarão por teste final

1 nov 2012
08h22

As partidas do Mundial de Clubes 2012, que serão disputadas no Japão em dezembro, serão o teste final para as tecnologias aprovadas pela Fifa para saber se um gol é válido ou não. Os estádios Yokohama e Toyota, que receberão as equipes, já estão sendo equipados com os dois sistemas aprovados pela entidade: GoalRef e Hawk-Eye. Após o campeonato, a federação deve decidir se empregará a goal-line technology (GLT) na Copa das Confederações em 2013 e na Copa do Mundo de 2014, ambas no Brasil.

Mundial de Clubes 2012 será teste final para tecnologias que verificam se a bola passou ou não a linha do gol
Mundial de Clubes 2012 será teste final para tecnologias que verificam se a bola passou ou não a linha do gol
Foto: Shaun Botterill / Getty Images



A Fifa já realizou testes com bolas equipadas por chips no Campeonato Mundial de Futebol Sub-17 no Peru, em 2005, e no Mundial de Clubes de 2007. Após diversas companhias participantes e experiências sem sucesso, duas tecnologias receberam o aval da entidade em julho deste ano. Os princípios básicos de funcionamento preveem que os aparelhos sejam instalados apenas na linha do gol, devem ser precisos e rápidos, indicando se o gol foi legítimo ou não em menos de um segundo, e a comunicação deve ser restrita aos oficiais da partida.



GoalRef

Desenvolvido pelo instituto alemão Fraunhofer Institute for Integrated Circuits IIS, o GoalRef foi projetado com a instalação de dez antenas nas traves de cada uma das goleiras, que criam e monitoram um campo magnético invisível. A bola utilizada nesse sistema é a iBall. Desenvolvida pela companhia dinamarquesa de artigos esportivos Select Sport, ela traz uma rede interna de fios de cobre dispostos transversalmente que cobre toda a superfície e se comunica por indução com as antenas instaladas na goleira. Quando a bola se aproxima da linha do gol, o campo é capaz de detectar sua posição e determinar se ela entrou completamente ou não. Essa informação é automaticamente enviada aos juízes da partida por meio de sinais de rádio codificados. O resultado é anunciado no display do relógio de pulso, ou por meio de alerta vibratório.



Hawk-Eye

Mantido pela Sony, o sistema Hawk-Eye opera com câmeras de alta definição posicionadas ao redor do estádio e focadas na entrada das duas goleiras. Quando a bola se aproxima da linha do gol, essas câmeras monitoram sua trajetória. Os dados capturados são analisados em tempo real e, quando a bola cruza a linha, essa informação é transmitida em menos de um segundo para dispositivos transportados pelos juízes da partida. Além disso, o sistema ainda permite a visualização de replays do lance, para provar a validade do gol.



Cartola - Agência de Conteúdo - Especial para o Terra Cartola - Agência de Conteúdo - Especial para o Terra

compartilhe

publicidade
publicidade