0

Tecnologia permite transmitir dados e energia sem cabos

12 dez 2012
07h38

Um experimento da Universidade de Oxford, no Reino Unido, promete facilitar o uso de eletrônicos. Isso porque a instituição está desenvolvendo uma tecnologia que permite o envio de dados e o recarregamento de baterias sem a necessidade de conexão por cabos.

Tecnologia permite o envio de dados e energia sem o uso de cabos
Tecnologia permite o envio de dados e energia sem o uso de cabos
Foto: Adam Berry / Getty Images



Por enquanto, foram desenvolvidos testes apenas com dispositivos de baixa potência, como celulares e câmeras. No entanto, os estudiosos da universidade acreditam que essa tecnologia também possa ser utilizada em equipamentos de maior escala, dispensando futuramente o uso de fios de transmissão de energia e dados.



De acordo com o pesquisador de Oxford, Chris Stevens, os dispositivos tem a capacidade de transmitir 3,5 gigabits (o que equivale a 448 megabytes) ou centenas de watts de potência por segundo. Além disso, ele afirma que a tecnologia tem potencial para aumentar a performance.



A invenção é composta por metamateriais, isto é, materiais sintéticos dotados de propriedades físicas que não são encontradas normalmente na natureza. Os componentes utilizados atuam como guias de ondas e superfícies de indução magnética, isto é, levam a energia e os dados até o aparelho.



A tecnologia pode ser implantada atrás da tela de um computador, por exemplo. A partir disso, o invento possibilitaria a recarga do aparelho, além de permitir conexões wireless com outros equipamentos, como teclados, mouses e câmeras. Isso dispensaria o uso de cabos USB, para enviar os dados, e de energia, para recarregar o equipamento.



O invento consiste em uma camada condutora modelada, que deve estar em contato com o aparelho que vai receber os dados ou a energia. Segundo o pesquisador, como a tecnologia tem pouca espessura, é possível adicioná-la a qualquer superfície, até mesmo em tecidos. Isso permitiria que aparelhos de uma sala de estar, como televisões, DVD players e rádios, sejam recarregados se a tecnologia estiver instalada sob o carpete ou o papel de parede.



Outro exemplo seria um carro elétrico que obteria energia por meio de um tapete localizado na garagem. A carga ocorreria cada vez que o veículo estacionasse sobre a peça. Stevens enfatiza ainda que o invento é menos danoso ao meio ambiente. Afinal, as tecnologias tradicionais são soldadas ou ligadas entre si, o que dificulta a desmontagem. O fato de o invento não ter fio facilita esse processo.

Cartola - Agência de Conteúdo - Especial para o Terra Cartola - Agência de Conteúdo - Especial para o Terra
publicidade