PUBLICIDADE

Google lança Chrome para iOS e novas ferramentas para a nuvem

28 jun 2012
14h23 atualizado em 29/6/2012 às 08h04
14h23 atualizado em 29/6/2012 às 08h04
Publicidade

O Google apresentou nesta quinta-feira novidades no seu navegador, o Google Chrome, no segundo dia de seu evento anual para desenvolvedores, o Google I/O. Brian Rakowski, diretor de produtos do Google Chrome, anunciou uma versão do navegador para iPhone e iPad. O evento acontece no Mosconte Center, em São Francisco, e mostrou também novidades na nuvem e um novo serviço de computação de alto desempenho para concorrer com a Amazon.

O vice-presidente-sênior para Chrome e Apps, Sundar Pichai, fala sobre serviços do Google com foco corporativo
O vice-presidente-sênior para Chrome e Apps, Sundar Pichai, fala sobre serviços do Google com foco corporativo
Foto: Reprodução

"Ainda hoje, o Chrome estará disponível na App Store", afirmou o executivo. Ele destacou as funcionalidades do novo aplicativo, que seguem as mesmas encontradas em outras plataformas. Entre elas, está a solução de sincronização do Chrome, o Sync, que mantém os mesmos históricos, abas abertas e favoritos em qualquer dispositivo.

O Chrome terá a mesma forma de experiência por abas e também um modo de navegação anônima. "Não importa em que plataforma você esteja, nós estaremos em todas elas", disse Sundar Pichai, vice-presidente sênior para Chrome e Apps.

O Google mostrou também novidades no Google Drive. O serviço de armazenamento na nuvem da companhia ganhou versões estáveis para iOS e Chrome OS. Clay Bavor, diretor de produto para o Google Maps mostrou funções como a tecnologia OCR, que transforma em texto editável textos em mensagens escaneadas, e a busca por imagens.

Além disso, o Google Docs no Drive ganhou a opção de edição offline. Para demonstrar a funcionalidade, ele puxou o cabo de internet e fechou o navegador. Todas as modificações feitas pelo usuário são salvas em um cache local, e depois carregadas para a nuvem na próxima conexão. A companhia anunciou que a plataforma do Drive já tem mais de 10 milhões de usuários.

Falando no Chromebook, Pichai ressaltou durante a apresentação as atualizações rápidas e automáticas para a plataforma do Chrome OS. "O Chromebook é um computador sempre novo", afirmou. O executivo anunciou a venda dos aparelhos rodando o sistema operacional na nuvem da companhia em mais de 100 lojas físicas dos Estados Unidos.

Infraestrutura
O vice-presidente sênior de infraestrutura, Urs Hölzle, anunciou que o Google está colocando toda a infraestrutura construída pela companhia para suas próprias aplicações para qualquer um que estiver interessado. O novo produto, chamado de Google Compute Engine, irá fornecer máquinas virtuais Linux em escala Google.

O objetivo dessa plataforma é dar aos desenvolvedores máquinas virtuais com armazenamento e computação de alto desempenho. Durante o evento, Urs Hölzle demonstrou um aplicativo sendo executado em 600 mil núcleos. O produto é um forte concorrente para o serviço da Amazon.

Números
Sundar Pichai, vice-presidente-sênior para Chrome e Apps mostrou números de uso do navegador. Segundo ele, o Chrome tem 310 milhões de usuários ativos, contra 160 milhões no I/O do ano passado, tornando-o o navegador mais popular do mundo. Segundo ele, mais de 60 bilhões de palavras são digitiadas e mais de 1 TB de daso são baixados diariamente pelo navegador.

Sundar Pichai afirma que os smartphones são a forma para chegar no restante da população mundial, já que muitos usuários nos países em desenvolvimento estão usando a internet pela primeira vez em seus telefones.

O evento
O vice-presidente sênior da companhia, Vic Gundotra, abriu o evento nesta quinta-feira usando um óculos futurista do Google. Sempre olhando para os lados, ele deixou claro ao público que aquilo não era porque sua visão estava sendo atrapalhada pelo Google Glass, mas um "tique" que adquiriu ontem. "Ficou com medo que o Sergey apareça", brincou o executivo, que teve sua apresentação interrompida na quarta pelo cofundador do Google, Sergey Brin, que mostrou as funções do óculos da empresa.

Assim como no primeiro dia de I/O, Sergey Brin participou novamente do evento. Ele apareceu no telhado do Moscone Center aguardando que paraquedistas saltassem de um dirigível e pousassem no topo do prédio. Ele usava uma versão do Google Glass com proteção solar. A visão dos quatro paraquedistas foi registrada pelos óculos do Google e transmitida simultaneamente e ao vivo por um Hangout no Google+.

Os participantes do Google I/O saíram do segundo dia de evento novamente com presentes da gigante da internet. Depois de receberem um Galaxy Nexus, e os recém-lançados tablet Nexus 7 e central de mídia Nexus Q, os desenvolvedores ganharam nesta quinta-feira uma Chromebox, desktop portátil fabricado pela Samsung e que roda o Chrome OS.

Fonte: Terra
Publicidade