PUBLICIDADE

ICANN aprova novas variações de domínios na internet

20 jun 2011 02h39
| atualizado às 08h49
Publicidade

As companhias, cidades e organizações poderão registrar seus próprios domínios genéricos, após a decisão adotada nesta segunda-feira pela Corporação da Internet para Atribuição de Nomes e Números (ICANN, da sigla em inglês).

Durante a reunião, 13 membros votaram a favor da medida, um contra e dois se abstiveram
Durante a reunião, 13 membros votaram a favor da medida, um contra e dois se abstiveram
Foto: EFE

A iniciativa, considerada o maior marco nos 40 anos da história da internet, foi anunciada pela ICANN mediante um comunicado emitido ao fim da reunião que seu conselho de administração manteve em Cingapura.

Durante a reunião, 13 membros votaram a favor da medida, um contra e dois se abstiveram. Tal iniciativa permitirá que as direções que os domínios possam terminar com o nome da companhia, cidade, etc, em vez de ".com", "net" ou "org".

"ICANN abriu o sistema de endereços da internet às ilimitadas possibilidades da imaginação humana. Ninguém pode prever aonde esta histórica decisão nos levará", disse o presidente e chefe-executivo da organização, Rod Beckstrom.

A ICANN é a organização responsável internacionalmente de atribuir espaço de direções numéricas de protocolo de internet (IP), identificadores de protocolo e das funções de gestão do sistema de nomes de domínio de primeiro nível genéricos (gTLD) e de códigos de países (ccTLD), assim como da administração do sistema de servidores raiz.

A organização começará a aceitar aplicações de solicitação para os novos domínios gTLD a partir de janeiro de 2012. Até o momento se empregam 22 domínios gTLD e cerca de outros 250 nacionais, como é o caso do ".br" para o Brasil e ".uk" para o Reino Unido.

EFE   
Publicidade