PUBLICIDADE

Twitter defende liberdade de expressão em comunicado

28 jan 2011 22h01
Publicidade

O cofundador do Twitter Biz Stone e o conselheiro-geral do microblog, Alexander Macgillivray, publicaram um comunicado no blog oficial da empresa intitulado "Os tweets devem fluir". O texto não cita nenhum caso recente envolvendo o microblog, mas dá respostas aos casos de bloqueio no Egito e na Tunísia e ao requerimento de dados de apoiadores do WikiLeaks pela Justiça americana.

Twitter afirma em comunicado que a liberdade de expressão é essencial
Twitter afirma em comunicado que a liberdade de expressão é essencial
Foto: AFP

No texto, Stone e Macgillivray falam que a liberdade de expressão é "essencial". "Alguns tweets podem facilitar uma mudança positiva em um país reprimido", diz o comunicado, sem mencionar os bloqueios do microblog na Tunísia e no Egito. "Nós nem sempre concordamos com as coisas que as pessoas tuítam, mas mantemos o fluxo de informações, independentemente de qualquer opinião que possamos ter sobre o conteúdo", afirma o texto.

O comunicado fala que a "troca aberta de informações pode ter um impacto global positivo", mas afirma que muitos países concordam que a liberdade de expressão implica responsabilidades e tem limites. Sem citar o caso WikiLeaks, o comunicado diz que "quando nós precisamos liberar informações exigidas pela Justiça, tentamos notificar os usuários antes de entregá-las, para que eles tenham uma chance justa de lutar contra o pedido".

Fonte: Redação Terra
Publicidade